Sunday, March 18, 2007

Rapidinhas sobre a leitura



1. De Paul Valéry, citado por W.H Auden no livro A Mão do Artista:

“Só se lê aquilo que é lido com algum propósito pessoal. Pode ser até com a intenção de adquirir poder. Pode ser até mesmo com ódio ao autor”.

2. Mais sobre a leitura, agora do próprio Auden:

“Ler é traduzir, pois a experiência de cada pessoa com o texto é exclusiva. Um mau leitor é como um mau tradutor: interpreta literalmente quando deveria parafrasear, e adota a paráfrase quando deveria interpretar literalmente. Para aprendermos a ler de uma forma mais crítica, a erudição, embora bastante útil, é menos importante que o instinto; há grandes eruditos que, como tradutores, mostram-se fracos”.

3. Eis que essas pílulas sobre o ato de ler me fizeram buscar na prateleira A Aventura do Livro - do leitor ao navegador, de Roger Chartier:

“A leitura é sempre apropriação, invenção, produção de significados. Segundo a bela imagem de Michel Certeau, o leitor é um caçador que percorre terras alheias. Apreendido pela leitura, o texto não tem de modo algum – ou ao menos totalmente – o sentido que lhe atribui seu autor, seu editor ou seus comentadores. Toda história da leitura supõe,em seu princípio, esta liberdade do leitor que desloca e subverte aquilo que o livro pretende lhe impor”

4. A minha visão sobre a leitura

Ler é se aventurar numa escuridão de delícias; é atravessar o abismo sem o risco da queda. É ver-se refletido nos outros que há em nós e vice-versa; é desdobrar-se em um, nenhum e cem mil. É conhecer a si mesmo olhando de dentro do inferno.

6 comments:

hpg said...

de Fernando Pessoa, ele mesmo:
"Embora tenha sido um leitor voraz e ardente, não me lembro contudo de nenhum livro que tenha lido a tal ponto eram minhas leituras estados de minha própria mente, sonhos meus, e mais ainda provocações de sonhos".

tina oiticica harris said...

Quisera que você tivesse mail; é falta de politesse escrever comentário que não seja sobre o post em si. Queria saber a que devo a honra de ganhar o link do seu blog. Você pode encontrar meu mail no alto à direita no meu blog. obrigada.


Quanto à leitura, leio notícia, muitos blogs, leio o que me dá prazer e faz tempo conseguir acabar um livro. Optei pelo conto e poesia. Acho que a gente combina muito em música. Gosto muito do Bob Dylan. Em cinema, acho e sempre achei o cinema teatral do Gláuber chato. Gosto do Truffaut e do Godard, Bergman esses rituais da minha geração Paissandu.

Clayton Melo said...

Mr Humberto, muito pertinente sua referência a Fernando Pessoa."Provocações de sonhos": gostei disso.

Clayton Melo said...

Olá, Tina.
Linkei seu blog porque gostei do conteúdo. Descobri-o numa dessas andanças pela blogosfera. E assim a rede gira!
Sobre os filmes, acho que só discordamos em relação ao Glauber. E Bergman, o cineasta do rosto, é excelente!

Obrigado pela visita.

Febra said...

Ler gibi, ouvir punk rock e assistir todos os filmes pornôs do centrão.

Anonymous said...

Si, probabilmente lo e